22 violações no histórico de privacidade do Facebook

Cover Image

A Comissão Federal de Comércio dos EUA (FTC) está sob pressão de políticos norte-americanos, não apenas para multar o Facebook, mas também para responsabilizar Zuckerberg pessoalmente pelas falhas nas políticas que levaram a Cambridge Analytica a coletar dados pessoais de 87 milhões de usuários do Facebook em todo o mundo, posteriormente usados para direcionar publicidade política para eleitores influentes nas eleições presidenciais dos EUA e na votação do Brexit do Reino Unido. A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, o Departamento de Justiça, o FBI e as agências europeias de proteção de dados também estão investigando.

A história mostra que, até agora, o compromisso do Facebook com a privacidade tem sido tímido, na melhor das hipóteses. A privacidade quase não é mencionada em um cache de mais de 7.000 páginas de documentos confidenciais obtidos por nossa publicação-irmã no Reino Unido, a Computer Weekly, e a NBC News dos EUA, com e-mails de Zuckerberg e de outros executivos importantes. Quando a privacidade é mencionada, muitas vezes é uma reflexão tardia ou uma reviravolta subsequente de relações públicas (RP) para explicar as mudanças impulsionadas comercialmente que os desenvolvedores do Facebook ou concorrentes podem achar desagradáveis.

Nesta investigação exclusiva, a Computer Weekly apresenta 22 vezes que o Facebook explorou os dados privados dos usuários e ignorou a privacidade, reunindo documentos que vazaram, pesquisas acadêmicas e relatórios jornalísticos. Baixe e fique por dentro do assunto.

Fornecedor:
ComputerWeekly.com.br
Postado Em:
13/mai/2022
Data de publicação:
13/mai/2022
Formato de arquivo:
PDF
Tipo:
Infográfico
Já é membro Bitpipe.com.br? Fazer login

Baixar Infográfico!